30/09/2014

A Família Sogliano - Sveva Casati Modignani Opinião!!!!




Este romance de Sveva Casati Modignani é um romance que nos envolve do início ao fim!

“A Família Sogliano” é, como o próprio nome indica, uma saga familiar, repleta de personagens fortes, segredos, cumplicidades e conflitos descritos de uma forma simples e ao mesmo tempo apelativa, fazendo com que o leitor se embrenhe de imediato nesta história muitíssimo interessante.

Os Sogliano vivem numa mansão em Torre del Greco (achei curiosíssima a denominação deste local que não conhecia e, por isso, fui pesquisar mais um pouco sobre o mesmo: El Greco é uma comuna da região de Nápoles, localizada a poucos quilómetros do vulcão Vesúvio. Esta região italiana é assim denominada devido à importância de um vinho Grego, produzido neste local no século XIV). 

De forma súbita, o quotidiano da família é abalado quando recebe a notícia da morte repentina do patriarca da família, Edoardo. Orsola, a sua esposa, fica encarregada não só do negócio da família (a indústria do Coral) como também de um segredo que o marido sempre lhe ocultou.

A leitura é ainda mais interessante pelo facto do livro estar subdividido em capítulos pequenos e relacionados , por um lado, com o passado das personagens principais da trama e, por outro lado, às vivências dessas mesmas personagens na actualidade. Assim, Sveva Casati Modignani consegue ir descrevendo as diferentes personagens, sobretudo as suas evoluções sentimentais e comportamentais de uma forma coerente, recorrendo a flasbacks.

As personagens desta saga são bastante numerosas e têm personalidades bem vincadas que aproximam o leitor desta família como é o caso de Orsola (mulher de Edoardo), Margueritta ( Mãe de Edoardo) e o próprio Edoardo,  que vamos conhecendo através dessas “viagens no tempo” introduzidas pela autora.

Conclui-se, portanto, que não é somente ao redor do segredo de Edoardo que se desenvolve esta história, é igualmente ao redor da riqueza das personagens, das suas emoções, dos locais e paisagens e, sobretudo, dos afectos.

Esta poderia ser a história de qualquer família, com altos e baixos, amores e desamores, rivalidades, aspirações, desencontros, zangas como é vulgar em qualquer família. Contudo, a família Sogliano está ligada, há mais de dois séculos, à indústria do coral. Este foi outro tópico que me despertou o interesse durante a leitura: o que é o coral? De onde provém e como é trabalhado para, por fim, ser utilizado em jóias ou outros objectos?

Mediante esta leitura e através de pesquisa consegui chegar a algumas respostas. O coral, por incrível que pareça, é um ser vivo que segrega um material orgânico de variadas cores, sendo sobretudo utilizado em joalharia. Existem dois tipos de coral: o vivo e o morto. O maior recife de coral vivo localiza-se na Grande Barreira do Coral, na costa australiana.

A aprendizagem retirada desta leitura, aliada ao sentido de humor da autora, às paisagens descritas, à sensibilidade das personagens, fazem com que este livro seja lido de um fôlego, com expectativa e, no final, deixa saudades e uma brecha aberta na história: será que vamos ter a oportunidade de ler a continuação deste livro e da saga da família Sogliano? Espero que sim!

Um livro emotivo, com uma acção rápida e pontuada por surpresas que não deixam ninguém indiferente!


Os Autores nas estantes

Agatha Christie (7) Albert Camus (1) Alexandre Dumas (2) Almudena de Arteaga (2) Amalia Decker Marquez (1) Ana Cristina Silva (2) Andrea Vitali (1) Andy Tilley (1) Anita Notaro (1) Anna McPartlin (2) Annie Murray (2) Anthony Capella (1) Antonio Hill (1) Arthur Schnitzler (1) Arturo Perez - Reverte (1) Audrey Niffenegger (1) Ayelet Waldman (1) Boris Vian (1) Bram Stocker (1) Brian Freeman (1) Camilla Lackberg (6) Care Santos (1) Carlos Ruiz Zafón (2) Cecelia Ahern (1) Charlotte Brontë (1) Colleen McCulloug (3) Dan Brown (2) Daniel Silva (1) David Foenkinos (1) David Nicholls (1) David Safier (1) Dennis Lehane (1) Diane Setterfield (1) Donato Carrisi (2) Edith Wharton (1) Elizabeth Adler (1) Elizabeth Edmondson (1) Elizabeth Gilbert (1) Elizabeth Haynes (1) Elizabeth Hickey (1) Eloisa James (1) Eric-Emmanuel Schmitt (1) Fabio Volo (1) Florencia Bonelli (1) Franz Kafka (1) Fred Vargas (2) George Orwell (1) George R.R. Martin (1) Gustave Falubert (1) Guy de Maupassant (1) H.P.Lovecraft (1) Harlan Coben (2) Haruki Marukami (2) Henning Mankell (2) Henry James (1) Inês Pedrosa (1) Isabel Allende (3) Iza Salles (1) J.K.Rowling (1) James Thompson (2) Jamie Ford (1) Jane Austen (2) Jean Rhys (1) Jennifer Haymore (2) Jessica Bird (1) Jill Abramson (1) John Boyne (1) John Verdon (2) Jojo Moyes (3) Jonathan Santlofer (1) Joseph Conrad (1) José Rodrigues dos Santos (5) José Saramago (6) Jude Deveraux (2) Julia Navarro (1) Julie Garwood (1) Jô Soares (2) Júlio Magalhães (2) Karen Kingsburry (1) Kate Jacobs (1) kate Morton (3) Ken Follett (5) Lars Kepler (3) Leo Tolstoi (1) Lewis Carroll (1) Lisa Gardner (1) Lucinda Riley (2) Luís Miguel Rocha (4) Lívia Borges (1) Machado de Assis (1) Madeline Hunter (2) Marguerite Duras (1) Matilde Asensi (1) Michael baron (1) Miguel Sousa Tavares (1) Mo Hayder (1) Mário Vargas Losa (2) Nicholas Sparks (2) Nicky Pellegrino (1) Nicolas Barreau (2) Nora Roberts (4) Nuno Markl (1) Oscar Wilde (1) Paulo M. Morais (1) Philippa Gregory (3) R.J.Palacio (1) Ricardo Araújo Pereira (1) Ricardo Menendez Sálmon (1) Richard Zimler (1) Robert Louis Stevenson (1) Robert Wilson (1) Rosamund Lupton (2) Rosamunde Pilcher (1) Sandra Brown (2) Sandra Worth (1) Sara Rodi (1) Sarah Addison Allen (3) Slavomir Rawicz (1) Stefan Sweig (1) Stephen King (1) Stephenie Meyer (4) Steven Saylor (1) Stieg Larson (3) Susanna Kearsley (1) Susanna Tamaro (1) Tara Moss (1) Thomas Mann (1) Torey Hayden (1) Tracy Chevalier (2) Wilkie Collins (1) WM. Paul Young (1) Yann Martel (1) Yasunari Kwabata (1) Yrsa Sigurdardóttir (1)