31/12/2009

Balanço do Ano 2009...

Bem...aproximasse mais um final de ano. E tal como prometido, vou fazer aqui um balanço pessoal de 2009 em termos literários:
Total de livros Lidos: 32 (desafio atingido e ultrapassado!)


Total de Páginas Lidas: 9472 (desafio atingido e ultrapassado!)


Número de Livros comprados: Cerca de 80.

Desafio Clássicos: 5 livros livros (Ana Karenina foi iniciado mas não terminado - desafio quase atingido).

No que se refere ao blogue:

Total de Visitantes: cerca de 3800.
Número de Seguidores: 50 

28/12/2009

Depois da leitura de ....O 3º Gémeo de Ken Follett


Edição/reimpressão: 1998

Páginas: 502

Editor: Editorial Notícias

ISBN: 9789724609027

Colecção: Prosas de Fora







Sinope: 
Jeannie Ferrami é uma brilhante pesquisadora universitária que quer provar que indivíduos geneticamente predispostos a atitudes agressivas podem sublimar essas características através de uma educação adequada. Ela desenvolve suas pesquisas através de um software, capaz de identificar gêmeos idênticos criados separadamente. Recorrendo às informações médicas de milhões de pessoas, contidas em bancos de dados, ela descobre um par ideal: um é criminoso e o outro, um cidadão exemplar.
Entretanto Jeannie se depara com uma situação impossível: os gêmeos são idênticos, mas nascidos de diferentes mães, em diferentes datas. A descoberta deixa Jeannie em sérios apuros. Ela começa a enfrentar a perseguição de seu chefe, Berrington Jones, uma autoridade mundial em engenharia genética e sócio de uma companhia de manipulação genética, a Genetico Inc. A empresa está prestes a ser vendida para uma companhia européia por US$ 180 milhões, e a revelação dessa experiência pode colocar em risco a conclusão desse lucrativo negócio. 
















A Minha Opinião:

Depois de "Os Pilares da Terra I", Ken Follett surpreendeu-me, mais uma vez pela positiva!


Este é um triller repleto de suspense, aventura e , inclusivamente, romance. Não são ingredientes verdadeiramente irresistíveis? Para mim foram...


O cerne da história é a clonagem e o modo como as pessoas se poderão aproveitar disso para chegarem aos seus objectivos....A ganância, a soberba,  a luxuria regem os "maus da História". Pelo meio surge o romance que para mim é, como sabem, essencial! Para além disso surgem-nos questões relativas à justiça americana (não é curioso que sendo o escritor britânico, centre a sua história na américa, colocando inclusivamente diferentes questões que se relacionam com o modo como este país é governado?).

Devo dizer que sendo este o primeiro livro que leio de Ken Follett na sua vertente policial/triller, gostei muito e pretendo ler mais, senão todos os do escritor...E aconseho vivamente este livro!

Classificação - 9/10.

Iniciado em 23 de Novembro e terminado em 25 de Dezembro de 2009. 

23/12/2009

Bom Natal!



 
Para todos tudo de bom, sobretudo saúde!Ahhh...e claro: livrinhos no sapatinho!!!!

21/12/2009

Primeiro Aniversário!!!!


O blogue está de Parabéms!
É verdade: já se passou um ano desde que elaborei este blogue, desde que compartilho leituras, desejos, sentimentos que os nossos amigos livros nos inspriram.
Quero agradecer a todos os seguidores deste blogue, aos assíduos e aos mais distraídos, aos que comentam, ou que simplesmente visitam, aos que respondem às sondagens que aqui coloco....E não posso de maneira nenhuma esquecer os "blogues irmãos", os que tenho todo o prazer de seguir e que sei que também visitam este cantinho.
MUITO OBRIGADA! E ESPERO QUE VENHAM AINDA MUITOS ANOS DE PARTILHA LITERÁRIA! E LEMBREM-SE: SEM VOCÊS ESTE BLOGUE NÃO EXISTIRIA!

24/11/2009

Aquisições


Pack Dorothy Koomson:
 - Bons sonhos, meu amor
 - Pedaços de ternura
 - A filha da minha melhor amiga

Depois da leitura de ....O Estranho Caso do Dr.Jekyll e do Sr.Hyde


Editora: Quasi
Nº de páginas: 102
ISBN: 9789895523757
Preço: 9 euros.

Sinopse: 
A história passa-se em Londres, no século XIX. O médico e pesquisador Henry Jekyll crê que o Bem e o Mal existem em todas as pessoas. Jekyll está determinado a provar a sua teoria, criticada por todos. Após trabalhar incansavelmente no seu laboratório, elabora uma fórmula. Não querendo colocar em risco a vida de ninguém, ele mesmo a bebe. Como resultado, o seu lado demoníaco é revelado: Mr. Hyde.

A minha opinião:
É um livro psicológico, que nos faz pensar na lógica da vida, no bem e no mal, nas aparências.

É um daqueles livros em que nem tudo é o que parece.

Iniciei a leitura deste livro com alguma expectativa porque para além de ser um clássico da literatura, já tinha ouvido e lido opiniões bastante favoráveis relativamente ao mesmo.

Em certos aspectos assemelha-se ao "Retrato de Dorian Gray" sobretudo no que respeita à dualidade entre a alma e o corpo, entre a pureza e a maldade, entre a rectidão e a hipocrisia. Contudo, enquanto que no "Retrato de Dorian Gray" o que está por detrás dessa dualidade é a arte, neste livro é por sua vez a ciência. A leitura do livro coocou-me determinadas questões: até onde poderá ir ou deverá ir a ciência? De que modo poderá ou deverá ser utilizada e para que fins? São questões pretinentes e, inclusivamente, actuais.

É um clássico em toda a sua plenitude. Contudo, só aponto duas críticas: a narrativa de Stevenson é, em certos momentos, um pouco monótona e acho que a história poderia ter sido mais aprofundada.

Classificação:7.5/10

Iniciado a 16 de Novembro e terminado a 23 de Novembro.



21/11/2009

Update dos Desafios deste ano...

Bem...estamos quase a chegar ao final do ano e por isso resolvi colocar aqui o ponto de situação relativamente aos desafios a que me propus para este ano:

- No que se refere ao número de livros livros, ou seja, ler 30 livros este ano já o atingi! Estou a ler neste momento o 31º!!!!

- Quanto ao número de páginas lidas já ultrapassei e muito a meta estabelecida (8000 páginas) e atingi até este momento ( e tendo em conta até ao último livro que li) as 9098 páginas!!!!

- O desafio dos clássicos também está prestes a ser atingido - neste momento leio o 5º clássico deste ano e o 6º será lido em breve!!!!!

No final do ano, vou actualizar toda esta informação e ainda sobre os resultados das sondagens e um comentário global às leituras deste ano!

Para já posso afirmar que estou orgulhosa por já ter atingido a maioria dos meus objectivos literários!!!

Depois da leitura de...O Quarto Mágico de Sarah Addison Allen


Edição/reimpressão: 2009
Páginas: 278
Editor: Quinta Essência
ISBN: 9789898228147

Sinopse:
Josey Cirrini tem a certeza de apenas três coisas na vida: O Inverno é a sua estação preferida; está perdidamente apaixonada; e um doce sabe muito melhor quando degustado na privacidade do seu esconderijo secreto. Enfrentando uma vida triste, o seu único consolo é a sua pilha de doces e romances a que se entrega todas as noites… Até que descobre que no roupeiro se esconde nada mais nada menos que Della Lee Baker. Fugindo a uma vida de má sorte, Della Lee decide ajudar Josey a mudar de vida. E, em breve, a jovem renunciará às guloseimas e descobrirá que, mesmo sem elas, a vida pode ser doce.
Influenciada põe Della Lee, Josey trava amizade com Chloe Finley, uma jovem que é perseguida por livros que surgem inexplicavelmente nos mais variados lugares e com uma resposta para quase tudo.
À medida que Josey se atreve a sair da sua casca, descobre um mundo onde a cor vermelha tem um poder surpreendente e o amor pode surgir em qualquer altura. E isso é só o início…
Terna e com um toque de magia, esta é uma história encantadora sobre a amizade e o amor - e sobre as surpreendentes e mágicas possibilidades que cada novo dia nos reserva. 


A Minha Opinião:
Devo confessar que tinha altas expectativas relativamente a este livro....Afinal "O Jardim Encantado" da mesma escritora foi para mim muito especial e teve um gosto especial lê-lo.

Posto isto, devo dizer que este livro é especial em todos os sentidos porque não relata uma história comum de raparigas comuns, mas antes as aventuras e desventuras de três raparigas invulgares porque cada uma delas possui um determinado "toque" de magia.

Identifiquei-me especialmente com a personagem de Josey porque tal como eu ela é timida, insegura, devora romances e doces.

Contudo, adoraria ter o poder de Chloe: fazer com que os livros me surgissem do nada...sem ter de os comprar!

É um livro que se lê bem, que distrai, com sentido de humor, que nos faz pensar na vida e que nos fala de livros.


Contudo, comparativamente com "O jardim Encantado" não sei se por o ter lido primeiro, achei este mais monótono e não fiquei tão "agarrada" a este livro...Mas mesmo assim recomendo!


Classificação -  8/10

Iniciado a 10 de Novembro e Terminado a 16 de Novembro. 

19/11/2009

RECTIFICAÇÃO RESULTADOS DO PASSATEMPO " A PRENDA"

Peço deculpa por este lapso mas considerei 3 vencedores no passatempo na mensagem anterior.
Como sabem serão oferecidos somente 2 packs de livros e, como tal, decidi que este deverão ser oferecidos aos 2 primeiros concorrentes que sairam no sorteio. São eles:
Cláudia Alexandra Cruz  - Rio de Mouro
Joaquina Mauricio - Lisboa

Peço desculpa aos demais visados!

Vencedores do Passatempo "A Prenda"

Tivemos 173 participações, todas elas válidas. Muito obrigada!
Respostas:
1 - Arquitecto
2 - Champagne e morangos
3 - 21 anos

Os vencedores são:

Cláudia Alexandra Cruz - Rio de Mouro
Joaquina Mauricio - Lisboa

Parabéns!
Já enviei os dados e agora resta aguardar pelos livrinhos!

10/11/2009

No teu Deserto - Miguel Sousa Tavares


Edição/reimpressão: 2009
 
Páginas: 128
 
Editor: Oficina do Livro
 
ISBN: 9789895554645
 
Preço: 15 Euros  








Sinopse/ A minha opinião:
Confesso que este livro não estava inserido no "programa de leituras deste ano" (não significa que eu saiba exactamente que livros vou ler como muitas pessoas que têm pilhas de livros para ler e seguem rigorosamente a ordem pela qual esta está disposta) sobretudo por duas razões: primeiro, porque contrariamente aos dois outros romances de Miguel Sousa Tavares este é qualificado como "Quase Romance" o que me deixou um pouco de "pé atrás"; segundo, a espessura do livro que é muitissimo mais pequeno que os outros  - o que não significa forçosamente que o livro seja mau porque há muitos livros de poucas páginas que são excelentes - veja-se o exemplo de "O Retrato de Dorian Gray" - contudo, estabelecendo uma relação número de páginas/preço do livro eu nunca o compraria porque acho-o muito caro e por isso não o iria comprar....

Mas o certo é que uma amiga (obrigada Laurentina!) me emprestou o livro e só posso dizer: ainda bem que o fez!

Logo na primeira página ficamos a saber o desfecho do livro o que é logo um "baque" mas que ao mesmo tempo nos dá mais vontade para o ler porque assim sabemos que não podemos ter ilusões e que não vamos andar a ler um livro sobre o qual criamos expectativas e depois no final "pum" é como um muro no estômago....

Á medida que avançava na leitura ficava cada vez mais "presa" às personagens (sendo que uma delas é precisamente Miguel Sousa Tavares) e à aventura que é relatada. 

Sempre tive vontade de conhecer o deserto do Sahara (deve ser a minha veia de Geógrafa a falar) e, por isso, este livro é especial uma vez que nos descreve as particularidades desse local misterioso e exótico....Só nos apetece estar lá e ter acompanhado essa aventura há mais de 20 anos atrás.

Paralelamente, às aventuras e desventuras de Miguel Sousa Tavares e de Cláudia no deserto, conhecemos (será que chegamos efectivamente a conhecer?) os sentimentos que os unem: uma amizade é de certeza...Um amor?Talvez.Mas nunca consumado. E é isto que faz deste livro um "Quase Romance".

Emocionei-me ao ler este livro, ri-me com o sentido de humor de Miguel Sousa Tavares e acho verdadeiramente incrível como este teve coragem de publicar um livro no qual nos "abre o seu coração" de forma de tão pura, simples e sincera!

Só tenho uma crítica a apontar: penso que a parte do livro referente à estada no deserto poderia ter sido melhor aproveitada.


Um livro emocionante, lindo, cativante....que se lê num fôlego e que no fim pensamos: soube a pouco porque queremos ficar mais um tempo com as personagens....

Classificação - 9.5/10

Iniciado a 8 de Novembro e terminado a 10 de Novembro.




09/11/2009

O Retrato de Dorian Gray - Oscar Wilde


Edição: 2000

Páginas:  152

Editor: Revista Visão

Colecção: Biblioteca Visão

Sinopse:
Em o Retrato de Dorian Gray revela-se-nos e esteticismo de Oscar Wilde: a procura de sensações, a superação do verdadeiro artista sobre as regras da sociedade ou da moral. Nesta obra, a personalidade dividida de Dorian Gray é representada por uma inversão misteriosa da ordem natural, através da qual a sua verdadeira face conserva a juventude inviolada enquanto o retrato é macerado pelo passar dos anos, até ao dia em que a faca cravada na tela reconduz à arte a sua serenidade impassível e ao ser vivo a sua transição para a morte.
  
A Minha Opinião:


Oscar Wilde escreve belissimamente bem! Foi uma surpresa bastante agradavel!
A história de um rapaz que pede para lhe pintarem o retrato com uma particularidade: que esse retrato guardo em si a sua alma, os seus sentimentos mais preversos e que vá envelhecendo enquanto ele (como Homem) permaneça sempre jovem....
Juntamente com Dorian Gray surgem as personagens de Lord Henry (que enriquece a narrativa sendo o pseudo - ego de Dorian, que lhe dá conselhos pouco ortodoxos) e Basil (o pintor a quem Dorian encomenda o retrato).
Mas não se julgue que esta é uma História sem enredo: esta dá uma reviravolta extraordinária e aquilo que a personagem principal mais ansiava torna-se no seu pesadelo...
A passagem do tempo não lhe altera a bela aparência, enquanto o seu retrato envelhece e revela a decadência interior, levando inclusivamente a que Dorian se revolte contra a sua própria obra...
É uma narrativa filosófica e psicológica, que nos faz reflectir em temas como o envelhecimento, o prazer, a beleza, o crime e o castigo e como desfecho é sensacional!

Classificação: 9/10.

Iniciado a 14 de Outubro e terminado a 8 de Novembro.



Passatempo "A Prenda" de Cecelia Ahern

A Editorial Presença irá publicar no dia 17 de Novembro o livro A Prenda, da mesma autora de P. S. Eu Amo-te, Cecelia Ahern. Uma obra emocionante e divertida, onde está sempre presente o espírito de Natal, e que nos faz reflectir sobre a importância do tempo e rever as prioridades na nossa própria vida. Numa parceria com este blogue, a Editorial Presença tem para oferecer 2 packs compostos pelo livro, um saco e um postal:

O Livro






                                                                      O saco promocional.
O Postal
Sobre o Livro:


Todos os dias Lou Suffern, um arquitecto bem-sucedido de Dublin, travava uma batalha inglória com o relógio, na tentativa vã de responder às múltiplas solicitações profissionais, familiares e sociais. Vivia a um ritmo vertiginoso. O seu desejo de sucesso afastou-o do que era realmente importante na sua vida. E assim foram correndo os dias até àquela gelada manhã de terça-feira em que resolveu oferecer um café a Gabe, o sem-abrigo que costumava sentar-se perto da entrada do seu escritório. À medida que o Natal se aproxima e que Lou vai privando mais de perto com Gabe, a sua perspectiva do tempo vai-se alterando... Emocionante e divertida, esta narrativa onde está sempre presente o espírito de Natal, faz-nos reflectir sobre a importância do tempo e rever as prioridades na nossa própria vida.

Sobre a escritora: 

Cecelia Ahern é formada em Jornalismo e Comunicação. Aos vinte e um anos escreveu o seu primeiro romance, P. S. – Eu Amo-te, um imediato e estrondoso sucesso publicado em mais de 40 países, que liderou as listas de bestsellers na Irlanda, Reino Unido, Estados Unidos, Alemanha e Holanda, e deu origem ao filme com o mesmo nome. Todos os seus romances seguintes – Para Sempre, Talvez, Se Me Pudesses Ver Agora e Um Lugar Chamado Aqui - receberam um acolhimento entusiástico e alcançaram o estatuto de bestsellers. Alguns foram também adaptados ao cinema e valeram-lhe a atribuição de diversos prémios literários.




Para se habilitarem a ganhar um destes packs terão de responder acertadamente a todas as questões colocadas no formulário em baixo, assim como preencher os dados pessoais obrigatórios no mesmo!
As respostas poderão ser encontradas aqui no blogue ou no site da Editorial Presença.

Regras do Passatempo:

Decorrerá entre o dia 9 e 17 de Novembro (até ás 24h).
A todas as participações válidas serão atribuídos números que posteriormente serão sorteados.  
Cada participante só poderá concorrer uma única vez.
Este passatempo só é válido para Portugal Continental e Ilhas.
Caso tenham qualquer dúvida poderão enviar email para stefbotelho@hotmail.com ou então aqui poderão colocar comentário aqui no blogue.





04/11/2009

Resultados do Passatempo "Melodia do Adeus"

Para primeiro passatempo do blogue o resultado foi positivo!
Tivemos um total de 82 participações, das quais 67 foram validadas.
Obrigada a todos os participantes e espero que continuem a visitar este cantinho...
Sem mais demoras os vencedores são:
Livro Autografado por ter sido o primeiro sorteado:
1 - Diana Bernardo, Quarteira

Restantes vencedores:
24 - Eduardo Franco, Turcifal
56 - Tânia Alves, Ermesinde

Parabéns aos sortudos!
As respostas eram:
1 - Jonah
2 - 18 anos
3 - 31/12/1965.

Os vencedores receberão também um email.
Os dados já seguiram para a Editorial Presença!

23/10/2009

Passatempo para o livro "A Melodia do Adeus" de Nicholas Sparks

Como forma de agradecimento por toda a disponibilidade demonstrada na promoção da literatura e no incentivo ao gosto pela leitura, a Editorial Presença seleccionou 20 blogues e sites para uma parceria no lançamento nacional do novo romance de Nicholas Sparks, um dos maiores romancistas da actualidade.

E o Blogue Uma Biblioteca Aberta foi um dos seleccionados!


Assim, temos para oferecer 3 exemplares do livro " Melodia do Adeus" acompanhados com um saco promocional. Para concorrer, os participantes devem responder correctamente a todas as seguintes questões:

1 – Como se chama o irmão de Ronnie?  
2 – Quantos anos tinha Ronnie no Verão em que foi traída?  
3 – Qua a data de nascimento de Nicholas Sparks?(dia/mês/ano) 

As respostas poderão ser encontradas neste excerto do livro ou no site oficial do escritor.


Enviem as respostas por favor para o email stefbotelho@hotmail.com (com o nome, morada de envio, email e as respostas).

O passatempo decorrerá entre o dia 23 de Outubro e 3 de Novembro (até à meia-noite).
A todas as participações válidas serão atribuídos números que posteriormente serão sorteados.  O primeiro número a sair do sorteio corresponderá ao vencedor que terá o privilégio de receber o livro autografado. Os restantes vencedores receberão um exemplar mas não autografado.
Cada participante só poderá concorrer uma única vez.
Este passatempo só é válido para Portugal Continental e Ilhas.
Caso tenham qualquer dúvida poderão enviar email para o endereço mencionado ou então aqui no no blogue.


Participem! 

E só para vos abrir o apetite:



Edição/reimpressão: 2009
Páginas: 368
Editor: Editorial Presença
ISBN: 9789722342209



Com apenas dezassete anos, Verónica Miller - ou «Ronnie», como é carinhosamente chamada - vê a sua vida virada do avesso quando o casamento dos pais chega ao fim e o pai se muda da cidade de Nova Iorque, onde vivem, para Wrightsville Beach, uma pequena cidade costeira na Carolina do Norte. Três anos não são suficientes para apaziguar o seu ressentimento, e quando passa um Verão na companhia do pai, Ronnie rejeita com rebeldia todas as suas tentativas de aproximação, ameaçando antecipar o seu regresso a Nova Iorque. Mas será na tranquilidade que envolve o correr dos dias em Wrightsville Beach que Ronnie irá descobrir a beleza do primeiro amor, quando conhece Will, e vai afrouxando, uma a uma, todas as suas defesas, deixando-se tomar por uma paixão irrefreável e de efeitos devastadores. Nicholas Sparks é, como sabemos, um mestre da moderna trama amorosa, e, em A Melodia do Adeus, usa de extrema sensibilidade para abordar a força e a vulnerabilidade que envolvem o primeiro encontro com o amor e o seu imenso poder para ferir… e curar.

O saco promocional: 

 

15/10/2009

Novidades, agradecimento e apelo!

Bem desde já começo por anunciar que brevemente este blogue terá o seu primeiro passatempo! Fiquem atentos porque o escritor é muito conhecido e querido pelo público!!!!

Em segundo lugar, quero agradecer a todos os que me têm congratulado com selinhos! Muito obrigada senão fossem vocês este blogue não existiria!

Por fim, quero apelar a que votem por favor nas sondagens aqui do blogue! Não custa nada e no final de cada ano efectuarei uma análise das mesmas o que será bastante interessante...

Por hoje é tudo...Até à próxima e continuação de boas leituras!

Sputnik, meu amor - Haruki Murakami


Edição/reimpressão: 2008

Páginas: 196

Editor: Revista Sábado

Colecção: Biblioteca Sábado



Sinopse:

Um jovem professor primário, identificado apenas pela inicial "K", apaixona-se por Sumire, uma jovem aspirante a escritora. Quando essa entabula uma relação amorosa com Miu, uma enigmática mulher de meia-idade que a emprega como secretária, K é relegado para o ingrato papel de confidente. Sumire, porém, estando de férias numa ilha grega com a sua amante, desaparece misteriosamente, e K é chamado para ajudar nas buscas. Um estranho triângulo que oferece uma profunda reflexão sobre a solidão, os sonhos e as aspirações do indivíduo e a necessidade de os adaptar à realidade.

Excerto:
Na primavera dos seus vinte e dois anos, Sumire apaixonou-se pela primeira vez na vida. Foi um amor intenso como um tornado abatendo-se sobre uma vasta planície -, capaz de arrasar tudo à sua passagem, atirando com todas as coisas ao ar no seu turbilhão, fazendo-as em pequenos pedaços, esmagando-as por completo. Com uma violência que nem por um momento dava sinal de abrandar, o tornado soprou através dos oceanos, arrasando sem misericórdia o templo de Angkor Vat, reduzindo a cinzas a selva indiana, tigres e tudo, para depois em pleno deserto pérsico, dar lugar a uma tempestade capaz de sepultar sobre um mar de areia toda uma exótica cidade fortificada. Em suma, um amor de proporções verdadeiramente monumentais. A pessoa por quem Sumire se apaixonou, além de ser casada, tinha mais dezasseis anos do que ela. E, devo acrescentar, era uma mulher. Foi a partir daqui que tudo começou, e foi a partir daqui que (quase) tudo acabou.

A Minha Opinião:

Há muito tempo que tinha curiosidade em ler algum livro deste escritor porque já ouvi e li muitos bons comentários sobre a sua escrita original.

Assim, parti para a leitura deste romance com fortes expectativas.

Mal comecei a lê-o identifiquei-me imediatamente com os protagonistas: Sumire e K porque, tal como eles, adoro ler e perco-me nas minhas leituras.

Nas primeiras páginas ficamos com a sensação que estamos perante um romance vulgar, semelhante a tantos outros. Mas eis que surge a personagem Miu que muda um pouco o desenrolar dos acontecimentos e o que até ai era normal começou a tornar-se estranho, misterioso, fantasioso, surrreal...

Mas nem por isso a história me deixou de interessar e, quando dei por ela, já estava quase no fim do livro...

É um livro diferente e mágico e que nos faz pensar bastante.

Fiquei fã do escritor porque, para além da abundância das metáforas, a sua escrita é excelente e consegue-nos agarrar à história do princípio ao fim.

Uma agrdável surpresa que recomendo!

Classificação - 8.5/10

Iniciado a 9 de Outubro e terminado a 14 de Outubro.

09/10/2009

A Princesa de Éboli - Almudena de Arteaga


Edição/reimpressão: 2007

Páginas: 184

Editor: Dom Quixote

ISBN: 9789722031493

Colecção: Ficções


Sinopse:

A Princesa de Éboli é um romance histórico e uma homenagem a uma mulher excepcional: Ana de Mendoza (1540-1592), princesa de Éboli, cuja beleza e inteligência suscitaram reacções apaixonadas, de atracção e repúdio, dos homens mais importantes do seu tempo. Muito bonita, sabendo converter em atributo o facto de usar uma pala por ter acidentalmente cegado do olho direito, casada com um português, Ruy Gomes da Silva (1529-1573), príncipe de Éboli e duque de Pastrana, Ana de Mendoza teve dez filhos, dos quais sobreviveram seis.
Implicada numa trama política e sentimental, ao lado de Filipe II e do seu astuto secretário Antonio Pérez (1540-1611), a princesa de Éboli lutou pelos seus direitos com uma força e determinação pouco comuns a uma mulher da Espanha do século XVI.
Esta narrativa histórica é ficcionada por uma descendente directa da princesa, Almudena de Arteaga del Alcázar, da família dos Mendoza.

A Minha Opinião:
Livro contado na primeira pessoa que me chamou à atenção porque grande parte da acção desenrola-se em Madrid (onde recentemente estive a passar o fim de semana) e, por outro lado, na corte de Filipe II de Espanha que muita curiosidade me despertou quando visitei o Mosteiro de San Lourenzo de El Escorial.

Para além de ficarmos com um retrato de época bem como dos costumes, com este livro ficamos a conhecer também uma princesa que lutou pelos seus interesses, pelo amor e pela sua aceitação em momentos controversos.

Simpatizei com esta personalidade, apesar de a História não ser muito elaborada, baseando-se sobretudo na relação estabelecida entre a Princesa e a Rainha Isabel (3ª esposa de Filipe II) bem como de uma teia de conspirações em a primeira se vê envolvida.

É um livro que se lê bem e para aqueles que gostam de Romance Histórico e que gostam de alargar horizontes para conhecerem mais sobre outros países.

Classificação - 7/10

Iniciado a 2 de Outubro e terminado a 8 de Outubro.

08/10/2009

Ensaio sobre a Lucidez - José Saramago


Edição/reimpressão: 2004

Páginas: 330

Editor: Editorial Caminho

ISBN: 9789722116084



Sinopse:
Num país indeterminado decorre, com toda a normalidade, um processo eleitoral. No final do dia, contados os votos, verifica-se que na capital cerca de 70% dos eleitores votaram branco. Repetidas as eleições no domingo seguinte, o número de votos brancos ultrapassa os 80%.
Receoso e desconfiado, o governo, em vez de se interrogar sobre os motivos que terão os eleitores para votar branco, decide desencadear uma vasta operação policial para descobrir qual o foco infeccioso que está a minar a sua base política e eliminá-lo. E é assim que se desencadeia um processo de ruptura violenta entre o poder político e o povo, cujos interesses aquele deve supostamente servir e não afrontar.

Ensaio sobre a Lucidez constitui uma representação realista e dramática da grande questão das democracias no mundo de hoje: serão elas verdadeiramente democráticas? Representarão nelas os cidadãos, os eleitores, um papel real, e não apenas meramente formal?

A minha Opinião:

A escolha da leitura deste livro baseou-se fundamentalmente no facto de, tal como a sua acção, vivermos actualmente duas fases eleitorais ( primeiro as legislativas e proximamente as autárquicas). Assim, nada melhor que analisarmos a opinião de José Saramago sobre a política nacional que, após a leitura do livro, concluímos não ter mudado significativamente desde o ano em que o livro foi publicado (2004).

Pautado pela escrita incomparável de Saramago bem como pelo seu sentido de humor, este livro constitui uma crítica explícita ao poder instituído e às instituições políticas que o constituem (são os ministros que nada fazem, é o Presidente da República que se encontra imóvel perante as adversidades, etc).

Após uma votação em branco maciça, o caos instala-se numa cidade sem nome e a anarquia substitui a tranquilidade presente até então. E então que atitude tomam os governantes? Fogem da cidade, deixando os cidadãos entregues a si próprios, sem leis, sem regras...

Então eis que surge a ideia luminosa introduzida por uma carta anónima: não passará tudo isto de uma conspiração contra o governo e contra a capital?

Neste marasmo político e social e para o espanto de nós, leitores, surgem personagens já por nós conhecidas de "Ensaio sobre a cegueira".

Devo dizer que realmente esta mudança no decorrer da acção me surpreendeu pela positiva e uma leitura já de si interessante tornou-se ainda mais cativante!

Assim, este livro poder-se-á considerar a continuação do livro " Ensaio sobre a cegueira", sendo a cegueira branca substituída pela "lucidez do voto em branco" (também uma epidemia?ou uma conspiração?).

A partir do momento de "entrada em cena" da mulher que não havia cegado há quatro anos e de todo o restante grupo entrámos numa busca incessante ao responsável pela conspiração.

Quem são os responsáveis?E porquê?

Neste prisma, Saramago tece novas críticas: à polícia, aos órgãos de comunicação social e à justiça.

O soberbo desenrolar da acção tem o seu apogeu no final do livro que é simplesmente surpreendente e ao mesmo tempo revoltante.

Maravilhosamente bem escrito, mais uma vez Saramago não me desilude com a sua capacidade realística e humorística.

Mais um livro que recomendo vivamente e sem reservas!

Classificação - 9/10

Iniciado em 20 de Setembro e terminado a 7 de Outubro.


01/10/2009

O meu blogue é um doce!














Regras
1 - Agradecer aos blogues que ofereceram o selinho:
Obrigada aos blogues Chocolate para a Alma, Slyph e Nataxxa's bookshelf!!!!

2 - Indicar 9 blogues para receber o selinho
Vou oferecer este selinho aos seguintes blogues:
Slyph
Nataxxa's Bookshelf
Chocolate para a Alma
Mil livros, um sonho
Marcador de livros
As leituras da Fernanda
Estante de Livros
O Cantinho do Bookholic
Arts, Graphics and poems

3 - Nove características minhas
- Teimosa
- Simpática
- Curiosa
- Desarrumada
- Divertida
- sensível
- Gulosa
- Preguiçosa
- Romântica

4- O meu doce preferido: Chocolate!

28/09/2009

Fim da Greve!

Consegui manter-me quase 3 meses sem comprar livros....
Agora é que vão ser elas! E para comemorar até já encomendei 2 livros:

FÉRIAS!!!!!!!

Bem, hoje oficialmente entro de férias! Finalmente! Um mês que me vai saber muito bem especialmente depois de ter estado doente....
E claro que vou aproveitar para pôr a leitura em dia!
Bem, mas como tenho uma grande biblioteca e correria o risco de me perder como em todos os anos resolvi perguntar sugestões aos leitores compulsivos como eu dos fóruns Estante de Livros e Clube da Nora Roberts (muito obrigada a todos os que me ajudaram)e eis que depois de muito ponderar resolvi estabelecer uma listagem de 20 e poucos livros dos quais irei ler alguns (espero que pelo menos uns 10) mas os livros que vou ler serão só desta lista!
E são eles (não estão por nenhuma ordem específica):
- Os elefantes têm memória - Agatha Christie
- Porto de Abrigo - Nora Roberts
- A Felicidade Mora ao Lado - Jill Mansell
- A Doçura da Chuva - Debora Smith
- O Quarto Mágico - Sarah Addison Allen
- O 4º Arcano - Florença Bonelli
- Tesouros Escondidos - Nora Roberts
- O Estranho caso do Dr. Jekyll e Mr.Hyde - Robert l- Stevenson
- Cinco moscas azuis - Carmem posadas
- Sputnik, meu amor - Haruki Murakami
- Plano Infinito - Isabel Allende
- Os apanhadores de Conchas - Rosamunde Pilcher
- Capitão Alatriste - Arturo Perez- reverte
- O 3º Gémeo - Ken Follett
- Catarina de Aragão - A princesa Determinada - Philippa Gregory
- Sem perdão - Julie Garwood
- a segunda vez - Mary Higgins Clark
- Uma casa na Irlanda - Maeve Binchy
- O Confessor - Daniel Silva
- A Conspiração - Dan brown
- Tardes de Chuva e chocolate - Amalia Decker Márquez
- O retrato de Dorian Gray - Oscar Wilde
- Ensaio sobre a Lucidez - José Saramago
- A Princesa Éboli - Almudena de Arteaga

Bem...vou-vos mantendo actualizados sobre estas leituras...
Até à próxima!

25/09/2009

Mais Ofertas!

Na semana passada (e a anterior também infelizmente) estive doente...É verdade! Mas agora já estou bem (ou quase) e muito contribuíram para isto as ofertas que me chegaram da Porto Editora e da Editorial Presença.
Muito Obrigada mais uma Vez!
E são eles:
Da editorial Presença














Da Porto Editora:


21/09/2009

Silver Bay - A Baía do Desejo de Jojo Moyes


Nº de Páginas 414

Editora: Porto Editora

Género: Romance

Excerto Aqui!







Sinopse:
Mike Dormer chega a Silver Bay, uma pacata vila costeira da Austrália, com um único e secreto intuito que abalará por completo a vida dos seus habitantes.

Mas Silver Bay reserva-lhe um destino diferente.

Liza McCullen e a sua filha Hannah, de dez anos, residem no familiar Hotel Silver Bay - tão excêntrico como a sua proprietária Kathleen - onde Mike se hospeda. As suas personalidades enigmáticas exercerão um fascínio inexplicável sobre o pragmático executivo londrino, que se deixará envolver irremediavelmente pelos membros da pequena comunidade de Silver Bay e pela magia que descobre no seu modo de vida. Em pouco tempo, Mike sentir-se-á dividido entre a culpa e o desejo, a responsabilidade... e a paixão inesperada. Paralelamente, a vida de Liza sofrerá uma reviravolta inevitável.

Prisioneiros de uma perigosa teia de segredos e mentiras, estarão eles preparados para enfrentar os acontecimentos que se avizinham?

A minha Opinião:

A acção decorre na Austrália e a escritora, através da "visão" de cada personagem traça-nos as características maravilhosas e únicas deste país (fazendo-me recordar muitas vezes o filme "Austrália" ou então os livros da Colleen McCoulough).

Silver Bay é uma pequena baía cuja actividade é constituída essencialmente pelo Hótel de Kathleen, algumas lojas e cujo turismo depende sobretudo das viagens de barco para observação das baleias.

Este livro e toda a sua trama enreda-nos também na vida marítima e sobretudo das baleias e golfinhos, caracterizados excepcionalmente pela escritora (demonstrando que para isto teve de elaborar um estudo aprofundado, não deixando nada ao acaso).

Ao lermos este livro sentimos o cheiro do mar ao mesmo tempo que acompanhamos as aventuras, desventuras e segredos dos seus habitantes com destaque para Liza e a sua filha Hannah bem como do recém-chegado Mike.

Pouco a pouco, ao longo da narrativa, descobrimos que nem tudo é o que parece e, por isso, ficamos com vontade de devorar o livro até à última página!

O Amor é o tema central e é muitas vezes posto em causa pela ganância e pelo dinheiro.

Outro tema importante abordado é o da violência doméstica, fazendo-me recordar livros que li recentemente como "Uma Paixão" de Danielle Steel ou "O Jardim Encantado" de Sarah Addison Allen.

É um livro muito bonito e que aconselho a românticos, aos aventureiros, aos apaixonados pela vida marítima ou, simplesmente, aos que procuram um livro bom para ler e desfrutar.

Classificação: 8,5/10

Iniciado a 15 de Setembro e terminado a 20 de Setembro.

15/09/2009

O Trinfo de César - Steven Saylor

Nº de páginas: 266

Editora: Bertrand

Género: Romance Histórico

Colecção: Roma Sub- Rosa




Sinopse:
A guerra civil acabou: Pompeu está morto, o Egipto está sob o controlo de Cleópatra, e Júlio César regressou a Roma. Nomeado Ditador pelo Senado, correm rumores de que César pretende ser coroado Rei, o primeiro que Roma teria desde há muito. Mas César ainda tem inimigos, e por isso a sua mulher Calpúrnia, receosa pela vida do marido, contrata um grande amigo de Gordiano, o Descobridor, para investigar um possível golpe. Porém, quando essa pessoa é assassinada à porta da casa de Calpúrnia, Gordiano vê-se obrigado a colaborar, mesmo não gostando de César, nem que seja apenas para descobrir quem matou o seu amigo. Mas uma vez iniciada a investigação, armadilhas e perigos espreitam na sombra, não ajudando a descobrir quem estará em perigo e, mais importante, onde se irá parar...

A Minha Opinião:
Este é um livro que alia o mistério com a História de Roma.
Através das suas páginas passam personalidades históricas como César, Cícero, Marco António, Bruto, Cleópatra, entre outros.
Paralelamente à tentativa de desvendar o mistério que gira em torno da conspiração contra César e o que está por detrás da morte de Jerónimo, Gordiano - o descobridor, traça-nos os costumes romanos dessa época bem como a personalidade das figuras histórias que eu pouco ou nada conhecia.
Gordiano brinda-nos com um sentido de humor que enaltece ainda mais a narrativa.
Steven Saylor escreve muitíssimo bem e é notório que elaborou um estudo profundo para conferir veracidade à narrativa.
Em suma, gostei muito de ler este livro e na minha wishlist passaram a vigorar os livros "Roma" e todos os retantes livros que compoem a série Roma Sub- Rosa.
Recomendado para os que gostam de História, aventura e mistério.

Classificação - 8/10

Iniciado em 31 de Agosto e terminado em 15 de Setembro.

09/09/2009


O selinho "J'adore tien blog" foi-me dado pela Laelany, do blog Chá da Meia - Noite. Muito obrigada por me presenteares com selinho!

Regras do selinho:
* Postar o selinho no Blogue;
* Informar os "premiados" do selinho;
* Dizer 5 coisas que você adora na vida.

As cinco coisas que adoro na vida (não por ordem):
- A Minha Família
- Ler
- Chocolate
- Os meus amigos

- Tartarugas

Quanto ao selo "Este é um Blog bom para ler!!" também oferecido pela Laelany, do blog Chá da Meia - Noite.Obrigada!Passando ao questionário:

- Qual o livro que está lendo ou qual o último que leu?
O Triunfo de César, Steven Saylor.

- Qual livro preferido?
Tenho vários livros que adorei!Mas provavelmente os que mais me marcaram foi " O Meu Pé de Laranja Lima" de José Mauro de Vasconcelos e "A Sombra do Vento" de Carlos Ruiz Zafon.

- Autor, capa, recomendação ou sinopse?
Sinopse - é o que me faz comprar ou não um livro porque se não gostar da história/sinopse evidente que não compro. O autor também é importante sobretudo se já tiver lido algo dele que tenha gostado. A recomendação também é importante dependendo as pessoas que a fazem, mas não é por ai que eu vejo se compro ou não um livro porque as opiniões variam de pessoa para pessoa de acordo com os gostos de cada um.Por fim, a capa não me diz muito sinceramente.

- Um livro que não consegue terminar de ler.
Normalmente, quando uma história não me entusiasma, devolvo o livro à estante com a promessa de voltar a ler daqui por uns tempos. Já me aconteceu várias vezes mas posso referir o mais recente " A Vida era Assim em Middlemarch".

-Aquele que não sai de sua cabeceira.
O livro que estou a ler no momento.

- Escritor preferido.
Dificil de dizer, tenho vários! Gosto muito de Colleen Mccoulough, Agatha Christie, Ken Follett, Jane Austen, Charlotte Bronte......Nora roberts, José Saramago, Isabel Allende.

-Eu recomendo:
Os livros da Jane Austen, Colleen Macoulough, Agatha Christie, Nora Roberts, ken Follett, Charlotte Bronte, José Saramago, Isabel Allende....

- Não recomendo:
Acho que se deve tentar ler de tudo. E agora nem me lembro de nenhum que não recomende.


Vou oferecer estes selinhos aos blogs:
Estante de Livros
PlanetaMárcia
As Leituras da Fernanda
Chocolate para a alma
Sombra dos Livros
Viajar pela Leitura
Lydo e Opinado
O Cantinho do Bookoholic
Marcador de Livros
Mil livros, um sonho

03/09/2009

Desisti!

Ora bem...estava a ler A Vida era Assim em Middlemarch e não sei se pelo volume de páginas se pelo facto de a história não andar nem desandar o facto é que desisti do livro!
É raro isto acontecer-me mas lá aconteceu e como começo a pensar que poderia estar a ler outro que gostava mais pus de parte e comecei a ler " O Triunfo de César" de Steven Saylor.

21/08/2009

A Sombra da Águia - Arturo Perez Reverte

Sinopse:
A Sombra da Águia, que Arturo Pérez-Reverte publicou em 1993 nas páginas do El País sob a forma de folhetim, e que se encontrava até hoje inédita em Portugal, é, na sua aparente simplicidade, uma das obras que melhor espelha o virtuosismo literário do seu autor, o seu sentido de humor e a sua fidelidade aos grandes temas do ser humano, como a guerra, o heroísmo anónimo, a noção de Pátria.

A história é baseada num acontecimento real: em 1812, durante a Campanha da Rússia, num combate adverso para as tropas napoleónicas, um batalhão de antigos prisioneiros espanhóis, alistados à força no exército francês, tenta desertar, passando-se para os russos. Interpretando erroneamente o movimento, o Imperador encara-o como um acto de heroísmo e envia em seu auxílio uma carga de cavalaria que terá consequências imprevisíveis.

Ao mesmo tempo divertido e trágico, A Sombra da Águia
revela-nos uma visão mordaz e descarnada da guerra e da condição humana. Uma pequena pérola com a assinatura do mais importante escritor espanhol da actualidade.

A minha opinião:
Um livro pequeno mas único e muito divertido!

Confesso que já tinha experimentado ler o escritor ( com o "Mestre de Esgrima") mas sem grande sucesso. Mas com este livro fiquei com outra opinião!

Cheio de aventura e muito sentido de humor, Perez - Reverte leva-nos à época das Invasões Napoleónicas, ao cerne da batalha onde ficamos a conhecer diferentes personagens históricas que conhecemos dos livros de escola.

Com uma linguagem suave e com um desenrolar de acção rápido, este é um livro que aconselho! Para aqueles que gostam do escritor, para aqueles que querem descobrir o escritor, para quem gosta de História, para quem gosta de aventura e para quem gosta de dar umas boas gargalhadas!

Classificação - 7,5/10

Iniciado a 15 de Agosto e terminado em 18 de Agosto.

17/08/2009

Ofertas e passatempo!

A Porto Editora teve a amabilidade de me enviar 6 livros para eu comentar aqui! São eles:

























Para além disto ganhei o passatempo " A Villa" de Nora Roberts da Editora Saída de Emergência!

16/08/2009

Nova Classificação das Leituras!

Como é difícil classificar os livros!!!!

É necessário ser-se o mais justo posssivel na classificação dos livros e, por isso, vou mudar a classificação que tinha (qualitativa) para uma quantitativa....

Porquê? Porque acho que poderá ser mais rigorosa aquando na comparação entre leituras e pode-se estabelecer meio valor em cada leitura. Exemplo: 7, 5; 8, 5, etc....

Por isso vou, a partir de agora, classificar as leituras de 1 a 10.

As leituras anteriores permanecem idênticas.

Mar de Papoilas - Amitav Ghosh


Sinopse:
Mar de Papoilas esteve na shortlist do Booker Prize 2008 e foi também considerado o «Melhor Livro de 2008», segundo o San Francisco Chronicle, Chicago Tribune, Washington Post, Economist, New York, Christian Science Monitor e Publishers Weekly. Ambientado na Índia do século XIX, este romance histórico desenrola-se nas vésperas da primeira Guerra do Ópio. No coração da saga está um navio de escravos: o Ibis, que recruta indianos para as plantações de cana-de-açúcar mas principalmente para o transporte de ópio para os consumidores chineses. Com uma tripulação constituída por uma mistura heterogénea de marinheiros, passageiros clandestinos, trabalhadores asiáticos e condenados, Ibis terá como destino uma longa e tumultuosa viagem pelo oceano Índico. Considerado «avassalador» pelo The Guardian, não lhe poupam elogios como o The Observer: «Uma saga de extraordinária riqueza... com muita acção e aventura à la Dumas, mas com momentos de grande profundidade à maneira de Tolstoi ¿ e um toque de sentimento como em Dickens.». Autor de bestsellers internacionais, The HinduMar de Papoilas o trabalho mais bem conseguido do autor: «Ghosh escreveu vários romances notáveis, mas Mar de Papoilas é indiscutivelmente o melhor.».

A minha Opinião:
Índia do século XIX: o ópio é uma mais - valia do comércio um pouco por todo o mundo. Considerado por uns como uma droga viciante e por outros como um medicamento poderoso sem o qual a resistência à dor tornar-se-ia impossivel, o ópio é o fio condutor deste romance.

Este é um livro recheado de personagens: o Ibis, o navio no qual a maioria da acção se desenrola; Zachary Reid o imediato do navio que se apaixona por Paulette (uma rapariga estrangeira que é acolhida na Índia por uma família abastada), Burhan - um poderoso comerciante de ópio; Deetti, uma camponesa humilde que vive das plantações de papoilas para o fabrico do ópio e cuja vida sofre uma reviravolta no livro; Jodu, o filho da ama de Paulette; Sarong Ali que também comanda o navio; Neel, o rajá que se vê enredado numa intriga e muitos mais!

Todas as personagens inicialmente são descritas individualmente e a acção é subdividida em diferentes "cenas cinematográficas" sem que se pense que todas as personagens acabarão por se juntar no Ibis.

O número extenso de personagens bem como a forma como o livro está escrito (dando-nos a sensação que estamos perante um filme em que primeiro se vê uma cena e depois outra e assim sucessivamente) fazem deste romance uma riqueza literária impar.

De salientar também que o escritor utiliza muito a língua nativa no livro o que se torna interessante, reforçando a aproximação do leitor à cultura indiana.

Repleto de acção, retrato de costumes e com algum romance, é um livro mágico que aconselho a ler!

Classificação: 7,5/10

Iniciado a 24 de Julho e terminado a 15 de Agosto.

25/07/2009

Morte em Veneza - Thomas Mann

Bem, este livro de tão simples nem precisa de uma grande sinopse: em Morte em Veneza, Thomas Mann apresenta uma escrita complexa e profunda, onde quase cada parágrafo pode ter várias leituras. Em contraponto o enredo é praticamente inexistente: um homem de meia-idade viaja até Veneza , apaixona-se platonicamente por um jovem rapaz polaco extremamente atraente e morre sem sequer ter trocado uma palavra com ele.

Sim, e verdade neste livro são abordadas, a meu ver, três temas: a homossexualidade, o amor platónico e o papel do artista em sociedade.

É um livro pequeno que se lê rápido e que é muitíssimo bem escrito!

Inicialmente, a leitura foi um pouco difícil porque é um livro que contém demasiada filosofia para o meu gosto mas ao longo do livro essa filosofia começa a esmorecer comparativamente com o interesse da história.

É incrivel o modo como o personagem principal se sente relativamente ao rapaz, como o descreve e como age em função dele mas por incrível que pareça nunca se falam!Coisa extraordinária! E fica a questão: afinal o escritor (sim, o personagem principal é um escritor) é correspondido no seu amor ou não?

Paralelamente a esta história é descrita Veneza e parece, inclusivamente, que viajamos para lá durante a leitura do livro.

É um bom livro apesar de estar à espera de mais....E comparativamente com o outro livro que li deste escritor - Os Buddenbrook- este é diferente e mais "pobre".

Classificação - 4 (Bom)

Iniciado a 21 de Julho e terminado a 24 de Julho.

Os Autores nas estantes

Agatha Christie (7) Albert Camus (1) Alexandre Dumas (2) Almudena de Arteaga (2) Amalia Decker Marquez (1) Ana Cristina Silva (2) Andrea Vitali (1) Andy Tilley (1) Anita Notaro (1) Anna McPartlin (2) Annie Murray (2) Anthony Capella (1) Antonio Hill (1) Arthur Schnitzler (1) Arturo Perez - Reverte (1) Audrey Niffenegger (1) Ayelet Waldman (1) Boris Vian (1) Bram Stocker (1) Brian Freeman (1) Camilla Lackberg (6) Care Santos (1) Carlos Ruiz Zafón (2) Cecelia Ahern (1) Charlotte Brontë (1) Colleen McCulloug (3) Dan Brown (2) Daniel Silva (1) David Foenkinos (1) David Nicholls (1) David Safier (1) Dennis Lehane (1) Diane Setterfield (1) Donato Carrisi (2) Edith Wharton (1) Elizabeth Adler (1) Elizabeth Edmondson (1) Elizabeth Gilbert (1) Elizabeth Haynes (1) Elizabeth Hickey (1) Eloisa James (1) Eric-Emmanuel Schmitt (1) Fabio Volo (1) Florencia Bonelli (1) Franz Kafka (1) Fred Vargas (2) George Orwell (1) George R.R. Martin (1) Gustave Falubert (1) Guy de Maupassant (1) H.P.Lovecraft (1) Harlan Coben (2) Haruki Marukami (2) Henning Mankell (2) Henry James (1) Inês Pedrosa (1) Isabel Allende (3) Iza Salles (1) J.K.Rowling (1) James Thompson (2) Jamie Ford (1) Jane Austen (2) Jean Rhys (1) Jennifer Haymore (2) Jessica Bird (1) Jill Abramson (1) Jô Soares (2) John Boyne (1) John Verdon (2) Jojo Moyes (3) Jonathan Santlofer (1) José Rodrigues dos Santos (5) José Saramago (6) Joseph Conrad (1) Jude Deveraux (2) Julia Navarro (1) Julie Garwood (1) Júlio Magalhães (2) Karen Kingsburry (1) Kate Jacobs (1) kate Morton (3) Ken Follett (5) Lars Kepler (3) Leo Tolstoi (1) Lewis Carroll (1) Lisa Gardner (1) Lívia Borges (1) Lucinda Riley (2) Luís Miguel Rocha (4) Machado de Assis (1) Madeline Hunter (2) Marguerite Duras (1) Mário Vargas Losa (2) Matilde Asensi (1) Michael baron (1) Miguel Sousa Tavares (1) Mo Hayder (1) Nicholas Sparks (2) Nicky Pellegrino (1) Nicolas Barreau (2) Nora Roberts (4) Nuno Markl (1) Oscar Wilde (1) Paulo M. Morais (1) Philippa Gregory (3) R.J.Palacio (1) Ricardo Araújo Pereira (1) Ricardo Menendez Sálmon (1) Richard Zimler (1) Robert Louis Stevenson (1) Robert Wilson (1) Rosamund Lupton (2) Rosamunde Pilcher (1) Sandra Brown (2) Sandra Worth (1) Sara Rodi (1) Sarah Addison Allen (3) Slavomir Rawicz (1) Stefan Sweig (1) Stephen King (1) Stephenie Meyer (4) Steven Saylor (1) Stieg Larson (3) Susanna Kearsley (1) Susanna Tamaro (1) Tara Moss (1) Thomas Mann (1) Torey Hayden (1) Tracy Chevalier (2) Wilkie Collins (1) WM. Paul Young (1) Yann Martel (1) Yasunari Kwabata (1) Yrsa Sigurdardóttir (1)