13/04/2010

Depois da leitura de ..."Crepúsculo" de Stephenie Meyer

Edição/reimpressão: 2006
 
Páginas: 480
 
Editor: Edições Gailivro
 
ISBN: 9789895572700
 
Colecção: Mil e Um Mundos
 
Sinopse:
A respeito de três aspectos, eu estava absolutamente segura. Em primeiro lugar, Edward era um vampiro. Em segundo lugar, uma parte dele - e eu não sabia qual era o poder dessa parte - ansiava pelo meu sangue. Por fim, em terceiro lugar, eu estava incondicional e irrevogavelmente apaixonada por ele.
 
A Minha Opinião:
Desde o natal de 2008 que tinha este livro em casa para ler...Na altura a publicidade gerada pelo filme deu-me uma enorme vontade e curiosidade para iniciar a leitura desta saga.

Contudo, uma série de factores entre os quais ter muitos outros livros por ler que me chamavam mais a atenção fizeram com que fosse adiando progressivamente a leitura deste livro. Para além disso, como nunca tinha lido nada sobre vampiros e como estas histórias nunca me cativaram por ai além esta leitura só voltou a chamar-me a atenção depois de ter ido ver o filme "Lua Nova "(sim porque curiosamente fui ver o "Lua Nova" sem ter visto o filme ou lido o livro "Crepúsculo) que me cativou bastante e me deixou com "a pulga atrás da orelha" relativamente a Crepúsculo.

E eis que finalmente pego no livro e surpresa das surpresas: nunca mais o consegui largar!

É a história de um amor impossível mas muito forte e único baseado numa forte amizade e cumplicidade. É a história de Bella que vai para casa do pai em Forks para "fugir" ao descontentamento da sua vida em Phoenix com a mãe. Ela não procura nada mas eis que tudo muda nesta cidade e aquilo que pensava ser impossível se torna realidade. Conhece Edward, por quem se apaixona mas que tem inicialmente um comportamento muito estranho relativamente a ela, o que a deixa simultaneamente curiosa, aborrecida e insegura. Mas mais cedo ou mais tarde o amor nasce e posso afirmar que já há muito tempo não lia um livro em que o amor é descrito de forma tão pura e bela. E o facto de ser um amor impossivel ainda torna o livro mais fascinante!
Paralelamente, conhecemos Edward, um vampiro que é capaz de tudo por amor, e que se vê obrigado a lidar com as suas origens quando se apercebe que se apaixonou por uma humana.  Uma vez tendo esta noção fará tudo o que estiver ao seu alcance para a proteger, sacrificando-se mesmo para não ver sofrer o seu amor. Esta personagem é simplesmente um doce! E afirmo sem vergonha: quem me dera ter um Edward na minha vida!

Repleto de acção, algum humor, muito romance, este livro preencheu as minhas expectativas, recomendo sem reservas mesmos aqueles mais cépticos como eu. 
E estou ansiosa por ler "Lua Nova" que já tenho em casa!!!
 
Classificação: 8,5/10
 
Iniciado em 28 de Março e terminado a 12 de Abril de 2010.


4 comentários:

Ana C. Nunes disse...

Não posso dizer que partilhe da tua opinião. Desfrutei o primeiro livro, sem o achar nada de especial. Gostei mais do segundo, mas o terceiro foi tão irritante que nem sei se alguma vez me darei ao trabalho de ler o quarto.
Só numa coisa tenho de discordar contigo (porque o resto é muito subjectivo), este livro, na minha humilde opinião, não tem ACÇÃO nenhuma. Nada mesmo! Quanto mais não seja porque nem vemos a batalha entre os vampiros no final do livro, que é realmente a única cena que tinha potencial para ser Acção.
Mas claro, podes discordar.
E sem querer denegrir o que pensas do Edward (como já disse, cada qual tem direito às suas opiniões), espero sinceramente que não desejes ter um namorado stalker na tua vida. Acredita que é assustador.

Desculpa se fui inconveniente e garanto que não quero começar discussões.

Tatiana disse...

BEm, o meu favorito é sem dúvida o Lua Nova! pelo menos foi aquele que mais me marcou e que me fez dizer: esta saga vale realmente a pena. Já com o Eclipse não foi bem a mesma coisa, tal como a Ana Nunes, também acho que se torna irritante já que a autora anda a enrolar e a enrolar e a enrolar...
Depois veio o Amanhecer... bem... aí é que a autora me desiludiu... acabou por nos proporcionar um final demasiado fácil, sem brilho, quase sem acção, para não falar de que a Bella reajiu muitíssimo bem às suas mudanças...
mas bem, com isto não quero que penses que a saga é má... na minha opinião é um bom entretimento mas aconselho em primeiro lugar que leia Anne Rice, isso sim é qualidade quanto a vampiros e não só!
Bem, diverte-te pelo mundo da S. Meyer ;) por vezes é divertido, (outras deixa muito a desejar) e para além disso ela prendo-nos bem à leitura ;)
Acho que o melhor livro dela é mesmo o Nómada. aí consegui ver que valeu a pena dar uma oportunidade à autora!
cumps

PedroTavares disse...

Eu afirmo sem vergonha: sou rapaz mas gostei imenso do Crepúsculo!

Ok, mesmo com a parte lamechas... Este livro é um fenómeno que tem pano para explorar. Mas, enfim, parece que a maioria prefere pensar que esta é apenas uma história de amor SUPER lamechas. Sim, ok, é isso. Mas não é uma história de amor qualquer. Há algo de trágico na sua história, de curioso no facto de ser tão ideal, tão platónico, e ainda assim ser um sucesso tão grande entre os adolescentes, de especial que tornou-se moda no mundo.

Não gostei tanto de "Lua Nova". Vais perceber porquê de certeza.

http://eco-gama.blogspot.com/

Agradeço que sigas este blogue! Trata-se de um projecto na minha escola, e precisamos de dinamizá-lo... Segui-lo é o teu apoio, agradeço-te imenso!

Catherine disse...

deixei-te um selinho no meu blogue! ;)

Catherine

Os Autores nas estantes

Agatha Christie (7) Albert Camus (1) Alexandre Dumas (2) Almudena de Arteaga (2) Amalia Decker Marquez (1) Ana Cristina Silva (2) Andrea Vitali (1) Andy Tilley (1) Anita Notaro (1) Anna McPartlin (2) Annie Murray (2) Anthony Capella (1) Antonio Hill (1) Arthur Schnitzler (1) Arturo Perez - Reverte (1) Audrey Niffenegger (1) Ayelet Waldman (1) Boris Vian (1) Bram Stocker (1) Brian Freeman (1) Camilla Lackberg (6) Care Santos (1) Carlos Ruiz Zafón (2) Cecelia Ahern (1) Charlotte Brontë (1) Colleen McCulloug (3) Dan Brown (2) Daniel Silva (1) David Foenkinos (1) David Nicholls (1) David Safier (1) Dennis Lehane (1) Diane Setterfield (1) Donato Carrisi (2) Edith Wharton (1) Elizabeth Adler (1) Elizabeth Edmondson (1) Elizabeth Gilbert (1) Elizabeth Haynes (1) Elizabeth Hickey (1) Eloisa James (1) Eric-Emmanuel Schmitt (1) Fabio Volo (1) Florencia Bonelli (1) Franz Kafka (1) Fred Vargas (2) George Orwell (1) George R.R. Martin (1) Gustave Falubert (1) Guy de Maupassant (1) H.P.Lovecraft (1) Harlan Coben (2) Haruki Marukami (2) Henning Mankell (2) Henry James (1) Inês Pedrosa (1) Isabel Allende (3) Iza Salles (1) J.K.Rowling (1) James Thompson (2) Jamie Ford (1) Jane Austen (2) Jean Rhys (1) Jennifer Haymore (2) Jessica Bird (1) Jill Abramson (1) Jô Soares (2) John Boyne (1) John Verdon (2) Jojo Moyes (3) Jonathan Santlofer (1) José Rodrigues dos Santos (5) José Saramago (6) Joseph Conrad (1) Jude Deveraux (2) Julia Navarro (1) Julie Garwood (1) Júlio Magalhães (2) Karen Kingsburry (1) Kate Jacobs (1) kate Morton (3) Ken Follett (5) Lars Kepler (3) Leo Tolstoi (1) Lewis Carroll (1) Lisa Gardner (1) Lívia Borges (1) Lucinda Riley (2) Luís Miguel Rocha (4) Machado de Assis (1) Madeline Hunter (2) Marguerite Duras (1) Mário Vargas Losa (2) Matilde Asensi (1) Michael baron (1) Miguel Sousa Tavares (1) Mo Hayder (1) Nicholas Sparks (2) Nicky Pellegrino (1) Nicolas Barreau (2) Nora Roberts (4) Nuno Markl (1) Oscar Wilde (1) Paulo M. Morais (1) Philippa Gregory (3) R.J.Palacio (1) Ricardo Araújo Pereira (1) Ricardo Menendez Sálmon (1) Richard Zimler (1) Robert Louis Stevenson (1) Robert Wilson (1) Rosamund Lupton (2) Rosamunde Pilcher (1) Sandra Brown (2) Sandra Worth (1) Sara Rodi (1) Sarah Addison Allen (3) Slavomir Rawicz (1) Stefan Sweig (1) Stephen King (1) Stephenie Meyer (4) Steven Saylor (1) Stieg Larson (3) Susanna Kearsley (1) Susanna Tamaro (1) Tara Moss (1) Thomas Mann (1) Torey Hayden (1) Tracy Chevalier (2) Wilkie Collins (1) WM. Paul Young (1) Yann Martel (1) Yasunari Kwabata (1) Yrsa Sigurdardóttir (1)